As praias mais iradas do nordeste para a prática do surf

Semíramis Moreira – Redação Hurb.

Os antigos nativos polinésios faziam do deslizar pelas ondas com uma prancha de madeira, uma forma de ritual e louvor aos deuses, ao final de um dia inteiro de pescaria para a sobrevivência.

O nadador e surfista havaiano Duke Paoa Kahanamoku ocidentalizou o esporte e o tornou mundialmente conhecido em 1912 – Duke ganhou a medalha de ouro em natação nos jogos olímpicos de Estocolmo. Ele teria afirmado que seu treino consistia em “cavalgar sobre as ondas com uma tábua de madeira” foi por isso que o surf e o Havaí se tornaram conhecidos.

No Brasil, o surf foi trazido por pessoas que viajavam aos Estados Unidos e praticavam o esporte nas praias de Santos-SP e Ipanema, no Rio de Janeiro-RJ, na década de 1940. Até 1960 com pesadas pranchas de madeira à moda havaiana, depois, o modelo de fibra de vidro tomou conta das praias do litoral brasileiro, assim como as demãos de parafina para melhor deslize por entre as ondas.

Entretanto, o pico predileto dos surfistas iniciantes são as praias do Nordeste. Anualmente, surfistas de várias partes do país vem para as praias nordestinas.

Neste post você encontra os melhores picos de surf do Nordeste. A cultura do surf é mais do que um esporte – é um verdadeiro estilo de vida que consiste em vários tubos, rasgadas, manobras 360°, loops, lips radicais, confira:   

Fernando de Noronha – PE

As ondas de Fernando de Noronha são perfeitas devido à posição geográfica do arquipélago. O “Havaí Brasileiro” tem as praias de Conceição e do Cachorro, perfeitas para os ‘tubos cilíndricos’. O arquipélago proporciona uma verdadeira sensação de liberdade durante o ano todo, por causa de suas belezas naturais. Um dos pontos de mergulho mais desejados do mundo pela diversidade marinha preservada.

Maceió – AL

Dono dos melhores beach breaks da região está situado na cidade de Marechal Deodoro, no Litoral Sul, a cerca de 25km de Maceió.  Radical e constante, ocasiona tubos cristalinos incríveis. O alto astral do lugar permeado pela natureza faz desse um dos melhores picos no Nordeste. As praias do Francês e a de Paripueira tem ventos sudestes constantes e tranquilos, ondas de 3 metros, para manobras radicais.  

Baía Formosa – RN

A grande atração são os ventos protegidos pelas dunas e falésias da Baía Formosa proporcionando ondas desafiadoras para os surfistas ao longo do ano. A Baía formosa é uma cidade do litoral sul do Rio Grande do Norte, possui a maior reserva protegida de Mata Atlântica do estado. Os picos mais irados são o Pontal, o Picão e o Mar Aberto. Para quem precisa relaxar nada melhor do que nadar nas águas escuras da Lagoa da Coca-Cola e ver o entardecer na praia do Porto, cenários perfeitos. 

Mata de São João – BA

A “Polinésia Brasileira” como é chamada a Praia do Forte, na Mata de São João, Bahia: praias de águas transparentes, ondas vibrantes, arrecifes preservados e extensos coqueirais.

Anualmente o WQS (World Qualifying Series) acontece por aqui: uma das etapas classificatórias do Circuito Mundial de Surf. Já revelou inúmeros talentos do surf porque reúne aproximadamente 200 atletas de 20 nacionalidades, nas modalidades masculina e feminina, em diversas graduações. Praias exuberantes e os heroicos Projetos Tamar e Baleia Jubarte, que lutam pela preservação das espécies. Surf e preservação ambiental caminham juntos!

Itacaré – BA

Na Costa do cacau, ao sul deSalvador, está situada a cidade de Itacaré. O ponto de encontro predileto dos surfistas, por causa de suas ondas perfeitas. A praia da Tiririca e a de Boca da Barra são as melhores para todos os níveis, ventos sudoeste e noroeste perfeitos, com ondulações de até 5 m. Na praia do Pontal há uma forte correnteza, porém é uma das praias mais populares, acessível apenas por barco, perfeita para pegar as melhores ondas.

O Hurb valoriza o que é importante: Você. Conheça nossos pacotes em promoção e viva mais histórias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *